Wilson

"Eu faço amor com prostitutas. Você ouviu bem: eu faço amor, não fornico"
46 anos
Vale do Anhangabaú, São Paulo, SP

Postado dia 10 de março de 2015
Comente (0)

Julia

"Soneto Imortal. Dedico este soneto a todos os homens que pensam na morte."
29 anos
Copacabana, Rio de Janeiro, RJ

Postado dia 26 de janeiro de 2015
Comente (0)

Emerson

"Antes eu fazia poesia para beber e comprar CD's. Hoje eu faço pra pagar o aluguel e pensão para dois filhos"
29 anos
Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza, CE

Postado dia 22 de dezembro de 2014
Comente (0)