Nathália

"Meu sonho é trabalhar na Capricho. Eu quero aparecer!"
18 anos
Viaduto Cidade de Osaka, São Paulo, SP

Postado dia 30 de junho de 2015
Comente (1)

Duas damas

Avenida Paulista, São Paulo, SP

paulista

Uma mulher de boné e óculos escuros perguntou o que era aquilo. Quando dissemos que era um projeto de entrevistas com anônimos, ela recuou.
– Não sou tão anônima assim.

Eu, o Daniel e o Felipe, um amigo que nos acompanhava, nos entreolhamos.
Ninguém reconheceu a figura. Ela deve ter notado.
– Eu me disfarço um pouco – disse, puxando a aba do boné para baixo.
Depois reclamou da falta d’àgua e partiu. O Daniel acha que era a Maitê Proença, mas eu aposto na Helena Ranaldi. O Felipe votou na Betty Faria.

Uma senhora de cabelos curtos e grisalhos passou diante de nós, no sentido Paraíso. Dois minutos depois, passou de novo, sentido Consolação. Dessa vez, parou. Explicamos o que era o projeto. Ela sorriu, pareceu interessada. Disse que trabalhava em um jornal. Perguntamos se ela não queria contar sua história diante da câmera. “Tenho que ir”, respondeu. Dito isso, acelerou o passo, até transformá-lo numa corrida digna da São Silvestre, entrou no primeiro ônibus que parou no ponto e sumiu.

Adriana

Postado dia 30 de janeiro de 2015
Comente (0)