Danielle

"Extremamente egoísta. Quem assistir isso vai saber que eu sou egoísta. Tá na cara, eu acho"
19 anos
Viaduto do Chá, São Paulo, SP

Postado dia 27 de novembro de 2014
Comente (0)

Galvão

"Eu prendi o Lula em 1979 na Vila Euclides"
58 anos
Viaduto do Chá, São Paulo, SP

O motivo da investigação

O Fale com Estranhos tem algumas regras de conduta – poucas, porque o espírito libertário é algo que realmente nos move. Mas uma delas, em particular, procuramos seguir à risca: não investigar a vida dos nossos entrevistados. Dar um Google no nome completo da pessoa – que consta da Autorização de Uso de Imagem, documento jurídico em que as pessoas concordam com os termos da intervenção –, procura-la no Facebook, descobrir que amigos temos em comum? A tentação é imensa, mas não, não fazemos isso. O motivo disso, explicaremos depois.

Há alguns dias, no entanto, burlamos essa regra. Galvão, um senhor de 58 anos de idade, apresentou-se para dar o seu depoimento em uma tarde nublada do Viaduto do Chá, em São Paulo. “Vocês são estranhos, eu também”, ele gracejou, antes de se sentar no banquinho branco e começar a contar a sua história.

Entre revelações que não foram parar no vídeo editado – como a de que levou 8 tiros e ganha a vida concedendo empréstimos para cidadãos comuns –, o homem contou que prendeu o ex-presidente Lula em 1979. Na hora, não me ocorreu – perdão – que a prisão tinha sido, na verdade, em 1980. Dada a minha ignorância histórica, Galvão continuou com seu relato, sem ser contrariado.

O depoimento foi realmente pesado. Tão pesado que, depois, só gravamos mais uma entrevista. Meio fraquinha, porque estávamos muito focados no Galvão para conseguir interagir a contento com a linda menina de olhos azuis que falava sobre seu sonho de conhecer o mundo. Decidimos recolher o equipamento e encerrar os trabalhos por ali. No caminho para o estúdio, sugados pelos relatos assustadores que foram feitos com a câmera desligada, decidimos burlar a regra de não investigar nossos entrevistados a posteriori.

Aqui cabe outra explicação sobre a proposta do Fale: não estamos atrás de verdades documentadas. Se alguém quiser sentar no banco e contar a maior falácia deste mundo, tudo bem. Procuramos a verdade momentânea – um mitônamo que relate o dia em que teve um infarto à beira de um vulcão na Ásia talvez esteja sendo mais sincero do que um sujeito que mostre documentos sobre a falência de sua empresa. Mentiras sinceras, de fato, nos interessam.

Mas, no caso de Galvão, era preciso investigar. Afinal, ele contara uma história que envolvera um ex-presidente da República. Fato histórico ou alucinação? De volta ao estúdio, editamos o material com sofreguidão – ah, a excitação laboral! – e enviamos um link privado no Vimeo para o jornalista e escritor Fernando Morais, que no momento escreve um livro sobre o ex-presidente Lula. Fernando, que desconhecia a tal suposta prisão de 1979, enviou o material para Lula – que confirmou não ter sido preso na ocasião, tampouco no lugar, e muito menos pelo homem que aparecia no vídeo.

É a vida.

Adriana

Postado dia 24 de novembro de 2014
Comente (3)

Lorran

"Brasileiro e negão azul as meninas pagavam o maior pau, porque lá só tem alemão do olho claro"
18 anos
Viaduto do Chá, São Paulo, SP

Postado dia 19 de novembro de 2014
Comente (0)

Angelo

"Procuro ser o mais certinho possível. Mas, com isso, nego a minha vontade da carne de querer mais que uma esposa… Mais que uma mulher, perdão"
36 anos
Viaduto do Chá, São Paulo, SP

Postado dia 14 de novembro de 2014
Comente (1)